19/12/2018 às 11h09min - Atualizada em 19/12/2018 às 11h09min

Guardiola defende Mourinho depois de demissão: "Como técnicos, estamos sozinhos"

Técnico do Manchester City presta apoio ao colega e critica dispensa do português: "Eles nos chamam para tentar vencer, e quando você não vence, eu sei o que acontece"

g1.com.br


A demissão de José Mourinho ainda no meio da temporada gerou um sentimento de compaixão em Pep Guardiola. Considerado o grande rival do português, ainda pelos tempos de Barcelona, o treinador do Manchester City fez questão de prestar apoio no dia seguinte da queda de Mou no United e afirmou estar do lado do luso, criticando sua dispensa.

    Ex-atacante Solskjaer será o técnico do Manchester United até o fim da temporada

- Estou do lado dele. Como técnicos, estamos sozinhos. Eles nos chamam para tentar vencer, e quando você não vence, eu sei o que acontece. Quando este tipo de coisa acontece, obviamente fico na posição dos técnicos demitidos e sei exatamente o que eles podem sentir. Sempre estou ali, pois estamos sozinhos. Toda a pressão está nos nossos ombros.

    "Mas ele tem muita experiência, é um homem de topo e voltará em breve. E vamos nos enfrentar de novo".

Outro a comentar a queda de Mourinho ainda na primeira metade da temporada foi Jürgen Klopp. O treinador do Liverpool - que venceu o United no clássico que foi estopim para a demissão - disse que imagina como foi difícil para o luso enfrentar este duro momento, mas que é algo natural.

- É como funciona em nossa profissão. Eu sempre digo isto. É o mesmo para mim, e se o clube acha que há alguém que pode fazer melhor, eles trocam hoje. É assim que funciona: não se olha para como o time jogou no último jogo. Se há alguém que pode ir melhor, troque agora. E isso pode ser muito caro para os clubes, e é na verdade a única coisa que salva nossas vidas às vezes nesta situação - disse Klopp.

O comandante do líder do Campeonato Inglês fez elogios a Mourinho, dizendo que a demissão não apaga seus feitos na carreira. Mas também apontou que não lamenta tanto sua queda pelo fato de o luso ter o mercado aberto.

    "Não é que não sinta por ele ou algo assim. É difícil levar como pessoa, mas se um técnico é demitido na Championship ou na League One, então é um momento ruim, pois você não sabe se voltará a ter outro emprego. Se José quiser ter outro, ele terá em dois dias. É realmente fácil. Estamos falando de alguém em alto nível".
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual melhor candidato?

53.3%
29.0%
17.8%